sexta-feira, 30 de novembro de 2012

BIOGRAFIA DE LINO DE MACEDO

 O doutor Lino de Macedo nasceu em Frutal, Minas Gerais em 12 de Novembro de 1944, filho de Sr. João Magalhães Macedo e de dona Geralda Silva Macedo. Ele é casado com a psicóloga e psicanalista Dra. Elza Mendonça de Macedo, com quem teve três filhos Valéria, Gabriela e Pedro (este prematuramente falecido) (Atos da Academia, 2007 ).
A vida do professor Lino de Macedo esteve desde seu início intensamente vinculado ao ambiente educacional. E mais propriamente ao da escola presidente Getúlio Vargas de propriedade seu pai, que nela lecionava situada ao lado de sua casa. (Atos de Academia, 2007, Souza, 2004).
Professor do departamento de Psicologia da Aprendizagem do Desenvolvimento e da Personalidade da Universidade de São Paulo ( USP ), além de especialista em Piaget. É graduado ( 1996 ) em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São José do Rio Preto ( 1970 ), doutor ( 1973 ) e livre docente em ( 1983 ) em Psicologia pela universidade de São Paulo. É membro da Academia Paulista de Psicologia e docente aposentado ( a partir de agosto de 2011 ) do Instituto de Psicologia da universidade de São Paulo de onde exercia o cargo de professor titular. É professor e orientador no programa de pós- graduação em Psicologia Escolar e Desenvolvimento Humano, neste instituto, tendo orientado 70 teses de doutorado e dissertações de mestrado.
Sua linha de pesquisa é sobre o valor dos jogos na psicologia e educação como recurso de observação e promoção de aprendizagem e desenvolvimento na visão de Piaget.
Atualmente, é coordenador pedagógico do Hospital Infantil Sabará. (Texto informado pelo autor).
Lino de Macedo é reconhecidamente uma autoridade em Psicologia do Desenvolvimento segundo o referencial de Jean Piaget e orientador de projetos voltados para a pesquisa na área educacional, inclusive no ensino de matemática. ( Macedo 2005, Atos da Academia, 2007 ).
ALGUMAS OBRAS DE LINO DE MACEDO:

* Ensaios Pedagógicos. Editora Penso

*Ensaios Construtivistas. Editora Penso

* Os Jogos o e Lúdico na Aprendizagem Editora Penso
Autores: Lino de Macedo,Ana Lucia Sicoli Petty e Cris Norimar

* Psicanálise e Pedagogia. Editora Casa do Psicólogo.
Autores: Lino de Macedo e Bernadete Amendola de Assis

* Aprender com Jogos e Situações- problemas. Editora Penso.
Autores: Lino de Macedo, Ana Lucia Sicoli, Petty, Christie Passos Norimar.

*4 Cores- Senha e Dominó. Editora Casa do Psicólogo.
Autores: Lino de Macedo e Ana Lucia Sicoli Petty.

* 4 Cores, Senha e Dominó Caderno para Atividades. Editora Casa do Psicólogo
Autor: Lino de Macedo

* Jogos, Psicologia e Educação. Editora Casa do Psicólogo
Autor: Lino de Macedo

* Jogo e Projeto. Editora: Summus
Autor: Lino de Macedo

* Cinco Estudos de Educação Moral. Editora: Casa do Psicólogo
Autor: Lino de Macedo

Artigos:
* Para um amor florescer

* Rede do Saber

* O Desafio da Escola para todos

* Currículo do Sistema de Currículos

* Fundamentos para uma educação inclusiva

Livro: Ensaios Construtivistas de Lino de Macedo

EVIDENCIANDO A ESCOLA, O ENSINO E A APRENDIZAGEM SEGUNDO LINO DE MACEDO.
Os textos que permeiam o livro “Ensaios Construtivistas” de Lino de Macedo, conduz uma leitura reflexiva sobre a atuação do professor e outras questões relevantes no processo de ensino-aprendizagem.
O trabalho do pedagogo Lino de Macedo baseia-se no estudo teórico de Jean Piaget (1896-1980) é a referência para condução do seu ensaio que tem como percepção a infância como eixo norteador do trabalho pedagógico.
O autor faz algumas reflexões acerca do construtivismo que propõe que o educando participe ativamente do aprendizado, mediante a experimentação e do contato com o outro no processo de aprendizagem significativa. O construtivismo enfatiza a importância do erro não como um tropeço, mas uma etapa na rota educativa e também procura desenvolver práticas pedagógicas sob medida para cada degrau de amadurecimento doi desenvolvimento da criança. O livro Ensaios Construtivistas elencam temas importantes que visam aspectos na construção educativa tais como: o papel do professor diante o método construtivista, Piaget e algumas questões da psicologia educacional, as estruturas da inteligência, segundo Piaget, o Construtivismo e as prática pedagógica. Nessa perspectiva de trabalho fica evidente a contribuição de Lino de Macedo no processo educativo que envolve todos no âmbito da instituição escolar.

CONCEPÇÃO ENSINO-APRENDIZAGEM DE LINO DE MACEDO

O professor Lino de Macedo é um grande admirador, estudioso e pesquisador das teorias de Jean Piaget tendo o construtivismo como o ideal para o processo do ensino-aprendizagem.
A concepção pedagógica defendida por Piaget é a construtivista, ao qual o educando e os diferentes âmbitos sociais são responsáveis pela construção dos conhecimentos e aprendizagens. Esses conhecimentos são aprendidos naturalmente pela criança através do seu desenvolvimento seguindo estágios que estão ligados a sua maturidade. Nesse processo o educando constrói seus conhecimentos e aprendizagens através da apropriação progressiva e o desenvolvimento das estruturas cognitivas que segue as etapas da assimilação acomodação até chegar a adaptação. Esse processo ensino-aprendizagem baseada no construtivismo, inclui a relação entre o sujeito e o objeto de estudo, ou seja, a criança sofre influências do meio em que se relaciona.
De acordo a Lino de Macedo, para que o educando desenvolva e construa os seus conhecimentos é necessário que o educador seja o mediador desse processo estando sempre problematizando atividades que envolvam o aluno e o objeto levando em conta que a aprendizagem só se concretiza se a criança estiver madura para essa etapa.
Nesse contexto, Lino de Macedo coloca em destaque, a importância do lúdico como jogos e brincadeiras que permite ao educando aprender com elementos que fazem parte da sua realidade despertando o interesse, tornando-o criador, questionador, interrogador incentivando sua curiosidade que possibilitará o desenvolvimento do ensino-aprendizagem.
Dessa forma é valorizada a autonomia e criatividade, pensamento e decisão da criança. A principal didática usada para se alcançar esses objetivos são os projetos interdisciplinares que permite a interligação entre as disciplinas facilitando a aprendizagem do educando.
Na visão de Lino de Macedo, o desenvolvimento ensino-aprendizagem do educando acontece de acordo com os estágios de desenvolvimento da criança, sua maturidade para aprender determinado assunto, sua relação com os ambientes e os objetos que se relaciona sendo que o professor deve saber de cada fase desenvolvimento dos educandos para poder mediar o processo ensino-aprendizagem dos mesmos.
Ele aborda também a importância do construtivismo na prática pedagógica, ou seja, a sala de aula e também o papel do professor. Segundo Lino de Macedo, o professor exerce duas funções sociais na escola. O primeiro seria de transmissor de conhecimento, memória cultural e a aquele que transmite para as crianças aquilo que a sociedade não pode esquecer; e a segunda função é pensar situações interessantes, organiza propostas novas e instigantes. Então, de acordo com ele, o professor pode intervir de forma construtiva no processo de ensino de aprendizagem. Através do construtivismo, o educando apreende com o contato com o meio em que se encontra inserido. A Educação deve ser um processo de construção de conhecimento ao qual ocorrem, em condição de complementaridade, por um lado, os alunos e professores e, por outro, os problemas sociais atuais e o conhecimento já construído (‘acervo cultural da Humanidade’). Porém, ele salienta que existem docentes preocupados com a aprendizagem do aluno e que valorizam a informação e conteúdo de forma contextualizada. O perfil do professor construtivista é aquele que deve saber bem a matéria escolar e o conteúdo, não para agir como os professores tradicionais, mas sim, para discutir, questionar e formar crianças pensantes. Ele afirma a importância do “conhecimento científico sobre determinado assunto será sempre nossa referência principal. Mas, não se trata de saber para impor, submeter ou induzir uma resposta na criança. Em uma visão não construtivista a resposta ou mensagem do professor é o que interessa. Em uma visão construtivista, é a pergunta ou situação problema que ele desencadeia nas crianças. (Macedo, 1992).” A disciplina na sala de aula, não pede silencio e a contemplação, mas sim ruído e manuseio, a sala de aula torna-se lugar de reflexão, de questionamento e experimento. Enfim, a sala de aula e o processo de aprendizagem é uma construção, que desenvolvida entre aluno, professor e ambiente.
Para Lino de Macedo, o construtivismo é a única maneira de acabar com a exclusão no sistema educacional brasileiro que ainda é tão evidente, pois a teoria construtivista tem como objetivo uma escola que torne a inclusão uma realidade fazendo com que a tão repetida frase ¨ escola para todos ¨ deixe de ser só falada mas colocada em prática. Lino de Macedo diz que garantir as crianças acesso à escola não é inclusão, mas sim propiciar uma aprendizagem satisfatória. Macedo afirma que muitos fracassos ocorridos na escola são responsabilizados ao construtivismo por ser uma teoria que está em evidência. Então para aqueles que não conhecem, é normal que coloquem a culpa no construtivismo. O que para ele não é uma realidade, pois o mesmo explica que uma das principais razões desse fracasso, é de ordem política e econômica. Lino de Macedo argumenta que em uma visão construtivista da educação seria ¨ Reconhecer que em uma educação para todos, é necessário considerar características psicológicas, sociais e culturais das crianças e dos jovens que, agora, estão na escola e precisam aprender. Reconhecer que é necessária uma boa formação dos professores, agora em número muito maior do que a na antiga e ¨ inesquecível ¨ escola tradicional. Esses professores precisam de uma formação demorada, difícil, artesanal e cara ¨. De acordo com esse contexto, a escola inclusiva é aquela que percebe o educando na sua particularidade levando em consideração as suas experiências e convivências adquiridas durante o seu desenvolvimento nos diferentes âmbitos sociais. Macedo esclarece que a principal dificuldade do professor no ensino-aprendizagem é querer ensinar mas não saber como fazer. Isso acontece porque o professor precisa elaborar atividades sabendo que os educandos aprendem e se desenvolvem com base em recursos físicos, cognitivos, afetivos e sociais, ou seja, na teoria construtivista meio e os fatores hereditários influenciam no processo ensino- aprendizagem. Essas características referem-se ao construtivismo de Piaget ao qual o desenvolvimento dos recursos cognitivos e sociais são fundamentais para o desenvolvimento dos educandos porque eles irão adquirir conceitos e métodos científicos . De acordo com esse contexto , a escola inclusiva é aquela que respeita a origem e necessidade de cada educando, procurando interagir com o mesmo proporcionando um desenvolvimento ensino-aprendizagem adequado que para Lino de Macedo se divide em três níveis: o aluno aprende noções e conceitos,atitudes e procedimentos. A escola inclusiva é aquela que está preparada e têm educadores preparados para receber educandos com diferentes formações sendo capaz de integrá-lo no âmbito escolar e inseri-lo na sociedade. A escola não deve se limitar a oferecer conteúdos, mas principalmente desenvolver habilidades e competências para que o educando tenha uma aprendizagem eficiente tornando-o um adulto apto a enfrentar os obstáculos que lhes serão impostos, pois é na escola que acontece as transformações sociais. Incluindo nessas transformações sócias estão a necessidade de aprender regras necessárias para a disciplina na sala de aula. A disciplina na sala de aula é essencial para Lino de Macedo, pois ¨ é algo que precisa ser ensinado e varia de acordo com a atividade ¨. È na escola que a criança aprende a ser disciplinada, a seguir regras que servirão para se relacionar na sociedade. Uma boa forma de construir regras é construí-las na sala de aula de acordo com as atividades desenvolvidas, pois cada atividade exige regras diferentes. Dessa forma as regras que serão criadas na sala de aula serão colocadas em prática nos diferentes âmbitos sociais. Lino de Macedo demonstra que as crianças tem capacidades para entender o que são regras quando cita o um livro importante de Piaget, O Julgamento da Criança que comprova que as crianças compreendem o que são regras e disciplinas demonstrando essa capacidade quando participa de brincadeiras seguindo as regras das mesmas. Quanto a avaliação, a melhor forma seria orientar ao qual a teoria construtivista estaria em destaque pois o professor seria o mediador entre o aluno e o conhecimento. O professor pode observar o desenvolvimento do educando nas duas fases: antes e depois do conhecimento. Para Lino de Macedo a avaliação continua sendo importante porque permite ao professor conhecer o desenvolvimento do educando para que possa se planejar adequando o currículo para que alcance seus objetivos sabendo que deve ser considerados os conceitos, procedimentos e atitudes desenvolvidas pelos educandos, dando ênfase a perspectiva estrutural que é universal visando todos e a perspectiva funcional que é singular é o desenvolvimento ensino- aprendizagem de cada um. Lino destaca a necessidade de considerar os dois aspectos para sendo que se complementam e estão ligados para que ocorra o processo ensino-aprendizagem e na prática avaliativa com uma avaliação construtivista.


Componentes:


Gisele Santos Silva
Jaciara dos Santos Lima
Jidelma Vinagre
Marta Conceição Santos
Vânia Lins dos Santos Castro
Ricardo de Oliveira Correia

 
Referências:
* https: // uspdigital.usp.br/tycho/Currículo LattesMostrar?coadpub=97AOAD095D79
12/11/2012 23:45
* http: //www.educacaoetecnologia.org.br/?p=4225
* redalyc.uaemex.mx/pdf/946/94628207.pdf 12/11/2012 20:40


* revistaescola.abril.com.br/.../disciplinas-comteudos-com-qualquer-outro
20/11/12 24h30min
* www.scielo.br/scielo.php?pid= S1413-85572004000200013 sci
20/11/12 24h50min


Nenhum comentário:

Postar um comentário